sexta-feira, 21 de outubro de 2011

Diario do Pedro

Só faltam 4, só faltam 4, só faltam 4...
É com esse pensamento que os dias se tornam menos torturantes.
Pedro acaba o 2° bloco de internação para fazer quimioterapia...e agora faltam mais 4 blocos de 6 dias de internação cada um.

Passamos o ultimo fim de semana em casa, e nem consegui postar, só queria ficar com meu pequeno e curti-lo ao máximo.
No domingo quando acordei, pedi pra Deus que o dia demorasse  passar, pois na segunda (17) Pedro já iria internar novamente...e logo no domingo, perdemos 1 hora do dia com a mudança para o horário de verão.
O dia passou voando. Quando me dei conta já eram mais de 10 de noite, e eu nem havia arrumado as malas.
Com essas internações, não tenho conseguido dormir, tenho ficado muito ansiosa. E na madrugada de domingo pra segunda não foi diferente, já passava das 3 da manhã quando fui deitar. Levantamos as 4:30, Pedro estava em dieta pra colocar o cateter, mas acordou quando estávamos arrumando ele. E ele se espreguiçou e abriu um sorrisão, as 5 da manhã! só o Pedro mesmo!
E a viagem até o hospital tem sido cada vez mais longa, mas ao mesmo tempo parece que a gente tem chegado tão rápido.
Na segunda feira mesmo, o Pedro colocou o cateter. A cirurgia durou umas 2 horas, e Pedro saiu tranquilo, acordou bem, pediu 'papa' e colocou a mãozinha no peito. Já estava doendo, mas ele não se deixou abater não... almoçou bem, e voltou a dormir...
Na segunda, as 10 da noite começaram as quimios.é incrível como elas reagem rápido. Conforme o Pedro vai recebendo a quimio, ele vai mudando, parece instantâneo.
Eu observava como a aparência dele mudava, a maneira de olhar, de sorrir, os gestos mudam.
E aquilo ficou por 24hrs.
Na terça a noite, Pedro começou a passar mal, ficar agoniado, chorando, nervoso, agressivo...Eu só pedia a Deus paciência pra lidar com aquela situação, porque é muito dificil ver seu filho mudando diante dos seus olhos e não poder fazer nada.
Pedro só conseguiu dormir depois de tomar remédio pra dor...e assim tem sido durante toda a semana, só consegue dormir depois de ser medicado.
A médica dele, até que tentou me tranquilizar, disse que quando ele parar de tomar um medicamento , Dexametasona, isso também vai parar. E eu sei que isso é verdade pois já conversei com algumas mães que já passaram por isso, mas é muito difícil. Não tem como achar isso normal, mesmo que seja pelo remédio.
É o meu filhinho,ele tá mudado, tá diferente. Me doí vê-lo mudando, me doí vê-lo nervoso, sem saber o que fazer.
Essa semana Pedro ficou assim, oscilando de humor e descontando isso na comida. Pedro entrou no hospital na segunda pesando 12,450kg e hoje estava com 14,780kg ...Ele está bastante inchadinho, ganhando peso muito rápido. Mas tudo isso estava previsto pra acontecer, eu sabia de tudo isso, mas quando começou, eu me descontrolei. Eu tento acalmar o Pedro, mas pra mim está cada vez mais difícil, essas mudanças estão acontecendo muito rápido. Tenho medo do que mais vai mudar.
Só peço a Deus sabedoria, paciência e que não me abale a fé. Porque viver nesse mundo está machucando muito.
Só quero que isso acabe, que meu filho volte a ser meu sorridente de sempre, que ele acorde sorrindo e durma tranquilo. Que negue comida, e faça carinha de nojo pra não comer, que fique rindo quando eu dou uma bronca, que dance patati patata o dia todo, que fique acordado fazendo bagunça e não chorando com dor, que peça pra tomar banho e chore pra não sair...que seja apenas meu filhinho.

Só quero levar meu filho pra casa.

Amanhã teremos alta, mas estou com medo, quero deixar as coisas ruins aqui, só quero levar o meu Pedro.

Deus está no controle.

Amanhã estarei levando meu filhinho pra casa, mas outros ficarão aqui, e não posso me queixar com Deus, porque mesmo nesta luta, já somos vitoriosos. Deus tem sido fiel, e sempre será.

Então essa postagem, é só pra contar a semana do Pedro, mas é totalmente dedicada a essa pequena que tanto precisa de nossas orações neste momento.

"Amigos, peço a todos que orem pela amiguinha do Pedro, a pequena Silivia, que também foi diagnosticada com Leucemia, e na ultima segunda teve um derrame e esta na UTI ,entubada. Ela tem 4 anos e precisa de todos nós numa grande corrente de oração. Também orem pela Flavia, a mãe dela, que precisa de muita força neste momento tão difícil. A fé move montanhas, eu creio no Deus do impossível. Conto com todos nesta corrente "


A pequena Silivia, com a amiga Carolina Marques, no dia da campanha Doe um brinquedo ganhe um sorriso, e ganhamos esse sorriso lindo, dessa florzinha linda que breve estará sorrindo pra nós novamente.






Deus está no controle.

5 comentários:

Anônimo disse...

Ola , sei que nao é nada facil passar por isso ,mais eu tambem creio no Deus dos impossiveis ..e esta escrito se cremos veremos a gloria de Deus , Deus Abençoe vcs..

quetlen n disse...

Fé em deus !!!!!!!!!

Gisele, Renan e Henry disse...

Isso mesmo Júlia, sempre crendo no Deus do impossível... Ele fará o Pedro: "Campeão, vencedor, Deus dá asas faz seu voo" Ele já é um campeão... passando por tudo isso sorrindo, mesmo que as reações sejam contrárias! Conte conosco! Beijinhos.

Daniela disse...

Eu tenho fé que a cura do seu filha já está providenciada, não fique aflita, sempre sorria para ele. E para você eu digo, Força e fé deus está com você, isso vai passar logo, logo e você vai ver seu filho correndo por todos os cantos.
Beijos

Fica com Deus!

elaine peixoto disse...

Sou do RN...fiquei mto emocioanda com seu depoimento, tenho tb um filho e dói ver uma mãe sofrendo pq só nós sabemos mesmo o tamanho desse amor e o que somos capazes de fazer por eles...Deus está no seu comando, confie, mta força...ele ñ te abandonará, minha oração de hj é p vcs. bj