segunda-feira, 31 de outubro de 2011

Diario do Pedro_ As carinhas que ele faz...

E Pedrinho ainda está internado...Mas nessa semana aconteceram tantas coisas boas...
Apesar de tantos remédios e exames, Pedrinho está muito tranquilo...alias, não sei bem se tranquilo é a palavra, porque ele não para 1 minuto. Mas comparando com todas as internações, ele está realmente tranquilo.
Durante a internação, até agora, não teve nenhuma complicação, apenas o quadro inicial de hemorragia, mas graças a Deus não se repetiu, só foi colhido 1 exame periférico ( na veia mesmo ) e todos os outros exames estão sendo feito pelo cateter, que é semi implantado e não há necessidade de ficar furando ele. Pedrinho não teve nenhum episódio de febre, tá fazendo as necessidades fisiológicas normalmente...e é claro está a 1000 por hora!
O exame que constata a tal bactéria está dando negativo, ainda está em andamento, mas em nome de Jesus vai continuar dando negativo.
Essa semana tem sido ótima pra ele, menos o fato de estar internado, mas na verdade acho até que isso foi bom, de certa maneira. Porque aqui Pedrinho continua surpreendendo com suas aventuras.

Se eu contar tudo o que o Pedrinho aprontou essa semana e alguma médica dele ler...iiiiih vamos ganhar bronca! :)
Não vamos contar com terça-feira, que foi do dia da internação e o meu bebezinho não estava bem, então vamos pular essa parte, porque nessa postagem é só alegria!!!
Pedrinho aprendeu a fugir do berço...isso mesmo, ele consegue colocar o pézinho na divisória da enfermaria, se segura com força, e pimba! fugiu!
E durante essa fuga pelas paredes ele pegou o termómetro, balançou e colocou em baixo do braço do papai...uma graça! mas depois ele balançou e bateu no vidro e...quebrou! ops!
Na enfermaria onde estamos, a uma Enfermeira chamada Roberta, um amor, criou um espaço onde as crianças podem brincar e se distraírem um pouco, tem varios tipos de brinquedos, e as crianças adoram... e o Pedrinho então, nem se fale...ele ficou tanto tempo naquele espaço que deitou e quis dormir, se eu não o pegasse e levasse pro berço ele iria dormir ali! Quando eu o levei pro berço e Pedrinho começou a dormir, ele tava tão cansado de brincar, que roncava muito...que vergonha! a tec que estava na enfermaria veio ver se ele estava bem e até perguntou se era normal!
Pedrinho dormiu a noite toda, e acordou...as 6:30 da manhã! Assim mamãe não aguenta né filho!
E já com a corda toda...depois, lá pelas 10, ele dormiu de novo, recuperou as energias, e pronto...o dia todo brincando, dançando, cantando e fazendo aquelas carinhas né...só Pedrinho mesmo!
E hoje não foi diferente...Pedrinho fez de tudo, inclusive, desconectar o cateter em questão de segundos, a tec. que estava aqui, ficou desesperada...ela estava sozinha, e teve que pegar tudo correndo pro sangue não voltar, ela disse: pedrinho você quer me matar de susto menino!!! porque minutos antes ele tinha puxado os extensores e quase derrubado as bombas!
Isso tudo, durante a visita de uma linda amiga, chamada Vanessa, que veio até aqui, entregar 17 pacotes de fraldas que elas e os amigos ( Rafaela, Marilia, Luiz Augusto, Viviane, Natascha, Luciene, Thais, Paula, Érika e Rafaela ) jutaram, e ainda deu de presente pro Pedrinho uma bíblia infantil ilustrada, que lógico, Pedrinho abandonou tudo e foi  "ler" e adorou o presente. E a mãe dele mais ainda, porque sei da importância de instruir meu filho nos caminhos do Senhor.
E as bagunças continuaram, alias continuam, porque agora ele está dormindo, ou melhor, recarregando as energias...porque amanhã, muitos sorrisos esperam pra surgir. E eu estarei aqui orgulhosa de todos eles...

Aos melhores amigos, e aqueles que vem aqui pelo simples fato de acompanhar nossa luta...eu vos apresento as carinhas do Pedro ...














As melhores palhaçadinhas do mundo...esse é o meu filhinho, que ainda me mata de tanto amor!!! ah! como eu babo por ele...










quinta-feira, 27 de outubro de 2011

Diário do Pedro

Cheguei na enfermaria, o Pedrinho estava dormindo, e o papai dele segurando sua mãozinha e chorando em silêncio...
Fiz um carinho na cabeça dele e ele me olhou e me perguntou o Por que disso tudo, por que o Pedrinho sofre tanto? Por que com a gente? Por que com nosso filho? Onde está Deus?
Eu sabia que uma hora isso iria acontecer, só não dá pra saber quando.
O pai do Pedro precisava colocar isso pra fora, ele já estava se segurando a tempo, Mas chega um momento que não dá pra segurar.
Por mais que a minha dor seja grande, eu preciso me manter calma, eu preciso respirar fundo e tentar controlar as coisa, os meus amores precisam de mim...


Terça- feira, dia da formatura do meu esposo e papai do Pedro, Vando, saímos de casa por volta das 6 da manhã, chegamos na formatura as 8.. e as 9:40, no meio da cerimonia, enquanto nos preparávamos pra entregar o certificado pro papai, Pedrinho começa a vomitar sangue e colocar sangue pelo nariz.
DESESPERADOR.
Nunca, jamais, pensei em ver meu filho daquele jeito. Pedrinho começou a ficar com o corpo mole, e o sangramento do nariz não parava. O Vando estava numa parte mais alta, onde os formandos ficavam, e assim que viu desceu correndo, entramos no carro, e corremos pro hospital. Por sorte estávamos perto. Mas isso não significava que chegaríamos logo. Quando saímos do local, encontramos todas as saídas paradas, tudo parado. Vando começou a buzinar, gritar, colocar a mão pra fora, mas as pessoas não se importavam, e não abriam caminho. Foi quando Deus colocou no nosso caminho uma viatura policial do 22° BPM , paramos e pedimos ajuda, imediatamente eles se prontificaram a ajudar, ligaram a sirene, mandou que a gente os seguissem e começaram a abrir caminho no congestionamento, foi uma coisa louca, estávamos em alta velocidade numa das principais vias do Rio, com uma viatura abrindo caminho e meu filho sangrando pelo nariz.
Não tinha como manter a calma.
Só pedia, Senhor me ajude, Senhor me ajude, Senhor me ajude, Senhor me ajude...
Chegamos em 12 minutos no hospital, num trajeto que não levaríamos menos de 1 hora pra fazermos.
Mas com a ajude de Deus e desses policiais, nos conseguimos chegar a tempo.
Pedrinho imediatamente começou a ser examinado, colocado no soro e medicado.
Foi colhido sangue pra exames, e a internação já estava sendo preparada.
Só havíamos ficado 2 dias em casa, e já estávamos internando novamente.
Ainda não se sabe a causa do sangramento, já que os exames de rotina não apresentaram alteração.
Tenho medo de se algo muito perigoso, além da Leucemia, não quero pensar nisso, mas penso, é inevitável. Oro e peço muito a Deus que nada dê errado.
Suspeita-se de um bactéria no sangue, mas esse resultado demora 5 dias, pois esse é o tempo que leva pra identificar isso, então teremos que ficar aqui durante todo esse tempo. O Pedro já está tomando antibióticos, mesmo sem a confirmação desta bactéria.
Nesse momento em que escrevo, Pedrinho está dormindo, não sabe de nada do que esta acontecendo, e enquanto dorme recebe uma transfusão de Hemacia.
Eu estou aqui, sentada ao lado da cama dele, observando ele dormir enquanto o sangue de alguém está ajudando o meu filho a continuar lutando pela vida.
Respiro fundo, toda vez que uma das perguntas que meu marido me fez vem a minha cabeça.
A única resposta que tenho é que eu sei que Deus está conosco, e cada sorriso, cada abraço e cada beijo do Pedro faz com que eu acredite ainda mais nisso.
Como podemos ser vencedores se não tivermos uma luta pra enfrentarmos?
Meu filho já é um vencedor, cada amanhecer mostra isso, o Pedro dorme e acordar todos os dias como um vencedor, cada etapa, cada transfusão, cada bloco, cada quimioterapia, cada procedimento, cada exame, cada avaliação, cada remédio, cada vez que o Pedro passa por tudo isso e consegue  fazer isso sorrindo mostra que Deus está conosco em todo momento.
Não sei o que vai acontecer amanhã ou depois, mas eu já entreguei meu filho na mãos de Deus, e sei que ele tem separado o melhor pra minha família.
Cada dia é uma luta diferente mas isso significa que cada dia é uma nova vitoria.

Tudo absolutamente, tudo, sem exceções, tudo o que eu puder fazer pelo meu filho farei. Grito com o mundo, encaro os "poderosos", mostro o que tiver que ser mostrado, cobro o que tiver que ser cobrado, e uso minha voz, como arma pra desarmar e pra fazer as coisas funcionarem como devem...
Não quero me arrepender por não ter lutado, porque o meu filho não se entrega quando esta sentido dor, quando está sofrendo, ele luta, ele luta todos os dias pra viver. Ele luta pra que essa maldita doença não prevaleça...ele luta todos os dias. E eu como mãe, o amo incondicionalmente, e é com essa força que eu vou lutar pra que meu filho também possa lutar com o mínimo de dignidade. Por que não vou ter arrependimentos de poder ter feito mais e não fazer, porque como mãe, jamais serei covarde.
 O meu filho é a alegria da minha vida, e ele me dá forças pra continuar. Porque ele nunca se permitiu parar, ele nunca optou por não lutar... E que está conosco é o mais forte, que está na frente é o mais poderoso, que nos guia é o mais sábio...que nos protege é Deus.

Preciso ser forte, porque mais perguntas virão, e preciso ter sabedoria pra ter as respostas e visão pra enxergar além desse sofrimento.


O melhor de Deus ainda está por vir...

terça-feira, 25 de outubro de 2011

Ebaaaa...ajuda!!! Pedrinho na Band , aumenta o numero de doadores de medula ossea no Brasil.

Rede Bandeirantes fez uma materia sobre a ida dos amigos do Pedro no INCA, a reportagem foi ao ar no Jornal da Band
Desde já agradeço, em nome da Pedro e toda familia, e dos amigos do Pedro que compareceram e realizaram o cadastro. Juntos conseguiremos.
Obrigada pela ajuda!!!!





segunda-feira, 24 de outubro de 2011

Campanha: Doe um brinquedo e receba um sorriso

Finalmente consegui fazer essa postagem.
Peço desculpa pelo atraso, já que a campanha foi feita no dia 11 de outubro. Mas devido as internações do Pedro, ficou dificil de fazer essa postagem.
Desde já quero agradecer a todos que participarão direta e indiretamente , a todos que contribuiram com os brinquedos, com a divulgação e com a participação desta campanha.
No começo da campanha chamos que não iriamos conseguir, pois 5 dias antes, só tinhamos uns 40 brinquedos. Mas graças a Deus e a ajuda de muitas pessoas de bom coração, conseguimos cerca de 600 brinquedos.
Conseguimos distribuir 2 brinquedos pra cada criança, incluindo, enfermarias, ambulatório, nucleo de quimioterapia ( Aquario Carioca ) , Hospital dia, Materno-infantil e emergência.
Conseguimos fazer um sistema de rodizio, pois sobraram alguns brinquedos e outras crianças estavam por vir, então cada admissão na internção no hospital a criança será recebida com um brinquedo.

Quero agradecer a todos.
Ao meu esposo Vando, por ser tão paciente, atensioso e dedicado a familia e a todos os projetos da campanha.
As palhacinhas Carolina Marques e kelly Pimenta por ter levado alegria e nos ajuda a receber tantos sorrisos
A Amiga Renata Oliveira, que recolheu os brinquedos por toda zona oeste do rio e por seu esforço e dedicação a cada brinquedo e a cada sorriso
A amiga Aline, que saiu de São Cristovão pra levar os brinquedos, mostrando que não existe distancia quando se quer ajudar.
A amiga Sandra Carla, que mesmo do nordeste enviou seus brinquedos
A amiga Pamella Eugenio, que fez campanha na Odebresh e conseguiu mais de 200 brinquedos
A amiga Mari Hart Dore que fez campanha envolvendo o condominio onde mora, mostrando que não importa a sua dificuldade, quem se importa com outros sempre consegue superar
A minha mãe Claudia e minha sogra Eliane, que junto com as palhacinhas separaram os brinquedos enquanto eu estava levando o Pedro pra internação
Ao Vanderson, que levou os brinquedos com o transporte do amigo kaleb Araujo
Ao amigo Kaleb Araujo, que nos cedeu o transporte para levar os brinquedos
A Kamila Marques e seus amigos, do INCRA, por nos ajudar na arrecadação
As amigas Gisele, Ceiça, Nona e Maria, que também contribuiram.
A amiga Cris, que conseguiu arrecadar brinquedos pra campanha
As amigas Graça e Priscila Oliveira que fizeram sua doação
Ao Nascimento, a Edna e seus amigos da TECIPLÀS de campo grande, que fizeram campanha na loja e contribuiram a receber esses sorrisos
Ao João, baixinho do Yakult, de campo grande, que contribuiu pra campanha.
A Enfermeira Regina Thirre, da Humanização do IPPMG, que nos abriu as portas pra entrega dos brinquedos, e mais outros projetos que ainda estão por vir.
As Amigas do Projeto Brincante, da UFRJ, supervisonado pela Rute, que nos ajudaram na distribuição e fazem um lindo trabalho diariamente, apesar das dificuldades.
As amigas da recreação, Eliane e Alice, do IPPMG.

E a todos que contribuiram pra cada um que arrecadou os brinquedos, não sei o nome de todos, mas tenham certeza, que cada brinquedo doado teve seu destino certo, e foi entregue as crianças do IPPMG, no dia 11 de outubro, e cada brinquedo entregue, foi um sorriso que recebemos

Amigos, obrigada a todos...recebam seus sorrisos...

































E no fim disso tudo, não foram eles quem ganharam os presentes...fomos nós...
E muitos sorrisos ainda virão..

Obrigada a todos!