domingo, 25 de março de 2012

São só palavras

Todas as vezes em que eu precisei desabafar... aqui estava eu, no blog, apenas escrevendo, e sem coragem de ler tudo aquilo que eu havia escrito. Algumas postagens só consegui ler agora, outras eu começo, mas as lembranças vem tão forte, tão presentes que eu preciso parar de ler e tentar acalmar meus sentimentos enquanto minha mente volta ao controle me dizendo que já passou.
Quando o choro traz um gosto amargo na garganta, eu tento falar, não consigo. falo sozinha mesmo, porque sei que mesmo não dizendo coisa com coisa, só eu entendo.
Acho que cheguei num momento em que não sei mais o que pedir a Deus. Me pego olhando pro Pedro, e só olhando, fico admirando cada movimento que ele faz, cada som que sai da sua boca, cada maneira de olhar... tento gravar na minha mente cada coisa que o Pedro faz, e as mais simples, aquelas que pra muitas mães passam desapercebidas, essas pra mim, são as mais importantes.
Estou ficando extremamente egoista, quero a companhia do Pedro o tempo todo, fico pensando que se ele ficar longe de mim, posso estar perdendo alguma coisa importante, posso estar perdendo um tempo que pra mim é muito precioso... O medo de perdê-lo é quase pálpavel, o sentimento é de desespero toda vez que eu penso em não olhá-lo mais, em não abraça-lo mais, em não senti-lo... Ele é o meu filhinho, é um pedaço de mim, é a minha vida.
O medo da morte, o medo da dor, o medo de que as coisas dêem errado... fico cercada por um medo sem fim. Oro pedindo a Deus que afaste isso, mas cada vez que busco respostas as coisas parecem estarem mais confusas ainda.
Não posso perder a fé, mas sou humana, sou mãe.
Pensar em ver meu filho sofrer me doi na alma, me doi de uma maneira inexplicável.
Queria tanto estar no lugar dele, muitas vezes pedi a Deus que desse isso pra mim, que me fizesse ficar doente mas que livrasse o Pedro disso tudo, mesmo que eu não conseguisse chegar até o final, mas só em saber que meu filho não iria mais sofrer, já seria uma vitoria.
Já são 10 meses de tratamento, e toda vez que parece que estamos chegando no final disso tudo, um monte de coisas acontecem.
Já não sei mais se posso pedir a Deus que Pedro faça o transplante. Lutamos por isso, fizemos campanhas, pedi a Deus um doador pro Pedro, e agora quando finalmente temos isso, a coisa que mais me apavora é o transplante.
A médica responsável pelo transplante do Pedro me disse que não sabe se o melhor pra ele é o transplante, os riscos pós-transplantes pra ele são muito altos, mas também é alto o risco da doença voltar após as quimioterapias.
Pedro parece ser um desafio e tanto...Não se sabe ao certo se pra ele, neste momento, o transplante seria o melhor.
Quando eu achava que as respostas estavam surgindo, tudo mudou de novo. Estamos parados... parados.

As vezes fico completamente imóvel, com a mente vazia, e mesmo assim as lágrimas rolam no meu rosto. Tento parar mas não consigo, e quando começo a pensar nisso tudo, choro de dor.
Em alguns momentos tento imaginar isso tudo como um sonho, que irei acordar, que tudo isso vai ser apenas um passado bem distante, mas a verdae é que nem tenho ânimo pra que chegue o próximo dia, e quando já me dei conta, passaram-se 1 semana.
Eu queria que tudo isso acabasse, acabasse de verdade... que pudessemos ser apenas nós, minha familia.
Na maior parte do tempo estamos rindo, felizes, mas é uma sensação muito estranha, é uma felicidade com medo, é uma felicidade questionada. Quando eu estou feliz, me pergunto o porque disso, quando me sinto feliz, fico tentando entender cada risada... então vem um vazio enorme junto com o medo de que essa felicidade acabe de verdade.
Passamos a lidar com a morte de frente, todos os dias. isso é desesperador. O medo, a angustia, o sofrimento, a solidão, a dor, o choro... acompanham a gente todos os dias.
Coisas tão sem importancia, passam a ter um enorme valor, e outras que julgavamos tão especias passam a ser apenas "coisas"
Ao longo do tratamento do Pedro, conheci uma mãe que está com o filho a 4 anos lutando com ele, e a 2 anos internado no hospital, sem alta. O filho dela tem uma doença muito rara e degenerativa. Todos os dias ela acorda sabendo que é menos um dia perto do filho dela, e dorme sabendo que nada pode ser feito. É uma questão de tempo até a partida dele. E todos as vezes que eu a vi, ela estava sorindo, sorrindo mesmo. Uma vez perguntei a ela como era saber disso, saber que uma hora vai ter que se despedir... Sabe o que ela me disse: "- Júlia, em 2 anos de internação, já perdi as contas de quantas crianças, que não tinham a metade dos problemas que meu filho tem, partirem. Em nenhuma dessas situações ouvi a mãe dizer que pôde se despedir, porque não sabia, não imaginava que aquilo iria acontecer. É triste, mas é verdade. A diferença é que eu sei, não sei quando, mas sei, então quando meu filho sorrir pra mim, eu sorrio de volta, porque é só isso que ele espera de mim, e é isso que eu tenho dele (...) Não posso dizer pra você que estou preparada, mesmo imaginando isso todos os dias. Mas quando chega a noite e vejo ele dormindo, agradeço a Deus por ter me dado mais um dia com ele, e consigo sentir um alivio por não ter sido naquele dia (...) Se eu tiver mais 1 dia ou 5 anos com meu filho, vou tentar fazer com que sejam os melhores ... "
E depois de secar as lágrimas, só pensava em abraçar o Pedro, mas antes abracei aquela mãe, não para confortá-la, mas pra sentir aquela força.

Só preciso continuar a ter fé de que Deus está e sempre estará no controle de tudo.



Hoje, pedi um beijo pro Pedro e ele veio todo contente me dar, pediu colinho, e eu peguei ele no colo e disse pra ele: "- Filho, quando você chegar da escola, triste, por causa daquela garota que você gosta, a mamãe vai te dar colinho. Quando você brigar com seu melhor amigo, a mamãe vai estar aqui pra te dar colinho. Quando você chorar arrependido de alguma coisa que tenha feito, a mamãe também vai estar aqui pra te dar colinho... Não porque você precisa do meu colo, mas porque eu preciso sentir você no meu colo, pra sempre ".



" Deus mais uma vez segura em minha mão
Minha alma aflita pede tua atenção
Cheguei no nível mais difícil até aqui
Me ajude a conclui "

16 comentários:

Anônimo disse...

Julia, não sei o que escrever. Acompanho o blog a um tempo e acho você um pessoa maravilhosa, uma mãe referencia e acima de tudo muito, mais muito forte. Não tem como conter as lágrimas, é difícil demais imaginar uma situação dessas, eu tenho um pequeno de 3 anos, e a história do Pedro dói na minha alma, sei exatamente como se sente.
Deus, nós confiamos em ti. Sempre digo isso depois que faço uma oração, oração na qual Pedro e sua família se encontram, um dia meu pequeno perguntou quem era o Pedro, eu mostrei e ele disse que ele vai ficar bom, na hora isso me confortou, senti um anjo falando isso.
Não perca a fé,Deus está com vocês o tempo inteiro, Vai dar tudo certo pro nosso Pedrinho!
Beijos e um abraço bem apertado no Pedro, na Júlia e no papai.
Marta

Pedro Hermes disse...

Cara Júlia.Tenho acompanhado a história de Pedro(meu chará)Voce é a mãe que todos gostariam e deveriam ter.Acreditamos em uma força superior neste universo,eu chamo de Deus.Ele privilegiou Pedrinho ja ao escolher-lhe como mãe,também todas as possibilidades de reverter este desafio.É humano questionar-mos e tudo mais que voce esta sentindo.Não desanime,em cada possibilidade oferecida, Deus estará monitorando.Aqui fora,porém, dentro da sua história, somos milhares fazendo nossas orações,não para o seu...agora nosso Pedrinho.
Deus continuará os abençoando.

Nise Souto disse...

Tá difícil...Muito. Mas não pára, não pensa...Apenas continua em frente! Apenas não caia, o Pedro, você e Vando estão lutando! Vai! Vai! Não vai dar errado! Não vai! Eu e milhares de brasileiros que acompanham essa história, pensamos muito nisso e concentramos muitas forças, muitas energias para que vocês sigam em frente! Abraços muito fortes,Nise.

Raynielle disse...

Jú , tenha fé !
Deus não vai tirar o Pedrinho de você , eu creio que ele tem grandes planos para a vida desse menino tão lindo e tão forte que você tem.
Tão pequenininho e já tem tanta história , tantas lutas e tantas vitórias .
Eu sei que não é fácil, você é mãe, você está com o Pedro a todo tempo, se já é dificil pra nós que acompanhamos a história do Pedro imagine pra você , pro Vando e pra sua família, mas uma coisa eu tenho certeza de que se Deus te sustentou até hoje elenão irá te abandonar, porque ele jamais desampará aqueles que nele crê e ele não nos da nada que nós não consigamos suportar. Creia nisso , tenha fé . Entrega a cada dia sua vida e a vida do Pedro ao Senhor. E não tenha medo minha querida , tema ao Senhor , por que o galardão da humildade e o temor ao Senhor são riqueza , honra e vida. Não pense que qualquer dia você não poderá ter o Pedro , pense que cada dia que você está com ele é uma vitória , uma vitória por ele ter acordado , por ele está respirando , por ele está sorrindo e por estar continuando a cumprir esse papel que ele faz muito bem de ser essa criança linda e maravilhosa que conquistou o coração e as orações de muita gente.
Estamos orando pelo Pedro, estamos orando por você , e por toda sua ffamília , porque nós sabemos que você precisa renovar a sua fé, a sua esperança e as suas forças e Deus é muito fiel e fará tudo isso . Mesmo tendo visto vocês somente uma vez , eu adotei como pessoas que fazem parte da minha história . O Pedro me ensina a cada dia que vale muito a pena viver , por que é isso que eu vejo nos olhos dele , VIDA !
Estou orando por você e qualquer coisa que precisar eu e os amigos do Pedro estamos aqui !
E quanto ao transplante entreganas mãos de Deus como você tem feito ao longo desses 10 meses , o senhor lhe dará a resposta e sabedoria aos médicos para que o melhor para o Pedro seja feito .
Não há médico melhor do que o nosso Senhor , não há conselheiro melhor do que nosso Deus e n ão há ninguém no mundo que te ame mais do que Ele e é por esse motivo que nessa hora ele está agindo o sobrenatural sobre a vida de você Júlia.
Um beijão e saibam que existe alguém aqui que ora, que clama , que fica feliz com cada vitória e que na hora da dor , chora, por que crer que tudo o que nós semeamos com lágrimas , nós colheremos com alegria.

Fabi Moro disse...

Júlia, vcs vão vencer em nome de Jesus!! Força!!

Anônimo disse...

Julia sei bem o que esta a passar.tb tenho um netinho que em janeiro de 2o11 foi lhe diagnosticado um linfoma mas que ja estava muito avançado mas graças a DEUS tudo esta bem ele venceu tinha acabado de fazer 3 anos Por isso continue com essa coragem e fe vcs vao vencer beijinhos

Amandinha Felix disse...

Acompanho a história do Pedrinho à algum tempo já... Eu posso imaginar o que a Julia e o Vando estão passando, porque por duas vezes passei pela cirurgia do meu Bruninho, uma em 2004 (qdo ele tinha só 5 meses) e uma ano passado... não é o mesmo tipo de procedimento, já que as dele foram do coração e eu nem pude estar presente, porque foi em SP.
Mas só a dor de pensar em nunca mais poder abraçar o meu Bruno, nunca mais ver o sorriso dele, era tão grande que não cabia dentro de mim... Porém passamos por tudo isso com a ajuda de Deus... Ele sabe o que é melhor pra nós e quem somos nós para contestar?!
Confesso que muitas vezes eu pensei "e se Deus achar melhor que o Bruno vá morar com Ele?", mas em nenhum momento eu deixei de acreditar.
Assim como não deixo de acreditar na cura do Pedrinho... Sei que muitas pessoas passam por isso, crianças, adolescentes, jovens e eu nem conheço o Pedro pessoalmente, mas eu rio e choro com as postagens da Júlia no blog, oro todos os dias para que Deus dê um alívio para seu coração de mãe e dê mais e mais forças ao Pedro pra suportar tudo isso...
Não posso fazer muita coisa, mas o que eu posso eu faço... ORO!

Julia, Vando, Pedro (e Artur neh?!)... Que Deus possa sempre estar ao lado de vocês, confortando, dando forças e segurando-os no Seu colo quando vocês não estiverem suportando ficar em pé, e quando a VITÓRIA chegar, verão o quanto foi importante confiar no poder de Deus e poderão agradecer eternamente por TUDO...

Anônimo disse...

Júlia

Acompanho o Pedro sempre atravéz de seu blog e do facebook desde que o conheci me apaixoei tanto por seu sorriso que todos os dias em minhas orações peço pra Deus cuidar dele, e dar forças a vc e seu esposo pra continuar a luta...Eu sou mãe também tenho duas filhas de 6 e 8 anos e não posso imaginar viver sem elas por isso imagino como deve ser sua dor e choro com seu sofrimento fico feliz com suas vitórias cada vez que leio aqui... Vc é uma pessoa iluminada por Deus por esse amor e cuidado que tem com o Pedro...Continue tendo fé tenho certeza que um dia o Pedro só se lembrará dessa história para ajudar outros em tirar uma lição de como ele foi guerreiro e venceu!!!!Tem uma música que escuto muito que tem umas partes q encaixa em o que eu gostaria de falar pra vc: Deus esta aqui neste momento... entregue sua vida seus problemas fale com Deus ele vai ajuda vc...Deus te trouce aqui para aliviar o teu sofrimento ele é o autor da fé do principio ao fim em todos os momentos...E ainda se vier noites traiçoeiras e a cruz pesada for cristo estará contigo o mundo pode até fazer vc chorar mas Deus te quer sorindo...Júlia quando o seu fardo estiver muito pesado entregue pra Deus ele vai carregar pra vc... um abraço muito forte pra vc, muitaaaaa saúde pro seu baby que ta vindo e muitas muitas beijocas no Pedrinho lindo.Que Deus continue no controle dessa sua familia linda, quando a tempestade passar vai abrir um sol lindo e vcs serão muito felizes !!!!!!!!!!!Bjos

Daniela Angelo

Ana Beatriz disse...

Júlia sei que está dificil;mas entregue-se nas mãos do Senhor!!!Quanto ao transplante deixe Deus decidir!!!Estamos todos orando por vc;pelo Pedrinho;pelo bebê e pelo Vando!!!
Minha querida você já caminhou tanto!!!E Deus sempre esteve contigo;agora não vai ser diferente!!!CONFIE!!!
Bjs.

O editor disse...

Não perca fé , olhe para o alto e não perca a fé . Meu coração e minhas orações estão contigo!

O editor disse...

Não perca a fé , chore o tanto quanto sentir desejo , mas não perca a fé porque é isso que irá te sustentar e te dar forças para seguir em frente , com o Pedro!

Um forte abraço!

Anônimo disse...

oi Julia aqui é a mãe da Kethely a Micheli eu tenho acompanhado o blog do Pedro não fique angustiada,triste,pensando o pior,pois Deus vai a bençoar o transplante,já abençoou pois vc sabe como é dificil conseguir um doador.Deus vai de dar forças para enfrentar mais essa batalha.A Kethely esta com uma inflamação no cateter esta tomando antipiotico para tentar segurar o cateter até no final do tratamento mais esta bem não esta tento febre graças á Deus.Estarei no hospital no dia 29/04/12 quinta para consulta se estiver la nois se encontraremos.Manda bj p/ o Pedro e que tudo vai dar certo tenha fé.Bjs Micheli e Kethely

Rute disse...

Bom dia , Julia!!!
Confesso que, tenho evitado ler os seus desabafos, por está passando por essa mesma angústia que vc... Você realmente expôs no blog, parte do que eu, você e muitas mães estão passando... Como dói... é uma angústia sem fim... acabamos de sair do hospital, 3º ciclo... que sofrimento do meu filho... me faltam forças p/ orar, já não consigo raciocinar e o medo me persegue a cada momento...
Essa semana, no hospital, choveu. O Pedro, vendo a chuva, logo falou: Mãe, o Papai do Céu está chorando, porque eu estou tomando muitas picadinhas...
Não consegui me conter, e as lágrimas caíram, mesmo na sua presença. Ele me abraçou, e apenas disse: fica calma, mãe, vai dar tudo certo.
Julia, assim como vc, os melhores anos da minha vida, foram esses seis anos vividos com o Pedro. Eu, o Pedro e o Fabio, formamos a família mais feliz... Não sabemos o que isso significa... Em uma coisa, temos que acreditar: "DEUS EXISTE"! Tem que haver um propósito, para o que estamos enfrentando.
As vezes, olho para o meu filho, procurando explicações, sou consumida pelo medo e desespero, que ofuscam o limite do meu ser... Então, paro tudo. Pego- o no colo, abraço, sinto-o comigo, brincamos, aproveitamos...
Julia, temos que acreditar: um dia vai passar, e nós vamos está de pé...
Tudo que eu queria nesse momento, era te abraçar, e te falar: Vai passar...
Estamos torcendo muito, para que der certo. Estou me espelhando na história do Pedrinho, sei que vai dar certo esse transplante... voltaremos a vida...
Um beijo grande, fica com Deus!!!

leo disse...

Amigos venho pedir encarecidamente uma ajuda a todos para a noiva de meu amigo que se encontra em um estado delicado após uma cirurgia na coluna.Venho pedir a todos a doação... de sangue em nome Aline de Medeiros Gonzaga no HOSPITAL DO CARMO que fica localizado PRÓXIMO A LAPA.
Nas 2 cirurgias foram necessárias 7 bolsas de sangue para que ela se encontrasse no estado atual (FORA DE PERIGO).
Doar sangue é um SOPRO de vida que vocês podem estar dando a uma outra pessoa. Hoje foi ela que precisou, amanhã pode ser qualquer um de nós.
Agradeço desde já a preocupação do todos.

leo disse...

Amigos venho pedir encarecidamente uma ajuda a todos para a noiva de meu amigo que se encontra em um estado delicado após uma cirurgia na coluna.Venho pedir a todos a doação... de sangue em nome Aline de Medeiros Gonzaga no HOSPITAL DO CARMO que fica localizado PRÓXIMO A LAPA.
Nas 2 cirurgias foram necessárias 7 bolsas de sangue para que ela se encontrasse no estado atual (FORA DE PERIGO).
Doar sangue é um SOPRO de vida que vocês podem estar dando a uma outra pessoa. Hoje foi ela que precisou, amanhã pode ser qualquer um de nós.
Agradeço desde já a preocupação do todos.

leo disse...

Sei que vocês são pessoas maravilhoas e mega queridas por isso peço ajuda na divulgação .
Amigos venho pedir encarecidamente uma ajuda a todos para a noiva de meu amigo que se encontra em um estado delicado após uma cirurgia na coluna.Venho pedir a todos a doação... de sangue em nome Aline de Medeiros Gonzaga no HOSPITAL DO CARMO que fica localizado PRÓXIMO A LAPA.
Nas 2 cirurgias foram necessárias 7 bolsas de sangue para que ela se encontrasse no estado atual (FORA DE PERIGO).
Doar sangue é um SOPRO de vida que vocês podem estar dando a uma outra pessoa. Hoje foi ela que precisou, amanhã pode ser qualquer um de nós.
Agradeço desde já a preocupação do todos.